Não me contive
15:28 | Author: Fabiano
Ontem depois de mais uma madrugada insone, conversando com Mário, ele me mostrou o texto do Victor, na Gazeta, e disse: "leia também os comentários". Um dos comentários é bem legal, parece piada pronta, mas não é, e outro é... bom deixa pra lá. O João Paulo em um texto também muito bom falando sobre uma experiência que ele teve. Dizia que o que o homem falava "não era mais que a repetição da propaganda da turma do Tio Sam", no caso dos comentários que eu me dirijo agora junto a essa receita, uma propaganda pró-Sionismo (veja que não é pró-Judeus), que a gente aceita a décadas, e por isso mesmo se engana...

Mas, vamos aos cometários, ei-los:
"Apesar de não concordar com a morte de inocentes, vejo que o autor da matéria, ou desconhece a história da ocupação da terra de Israel, ou é extremamente tendencioso. Na verdade a cidade de Jerusalém foi fundada por Davi, rei dos judeus,que expulsos da sua pátria, lutaram para tê-la de volta." Gilma

"fico boba de saber que pessoas de boa formação como a de vocês, usam suas profissões para aumentar ainda mais o ódio e a repulsa contra israel." Cilmara

Sobre o primeiro:
Segundo a Gilma "o autor da matéria, ou desconhece a história da ocupação da terra de Israel, ou é extremamente tendencioso."

A primeira coisa é que, tenho certeza de que o Victor foi tendencioso, pelo simples fato de não acreditar em NEUTRALIDADE.

Mas sobre a História de Israel, tenho muita certeza que de que a autora do cometário a desconhece por completo.

Mesmo que eu utilize aqui a Bíblia como um documento histórico confiável, mesmo não levando em consideração que a simples existência de Davi, nunca foi comprovada pela ciência, desconsiderando todos esses aspectos, não da pra acreditar que uma criatura venha ainda no século XXI dizer que "Na verdade a cidade de Jerusalém foi fundada por Davi, rei dos judeus, que expulsos da sua pátria, lutaram para tê-la de volta."

Olha sobre a Origem do povo Judeu, se for levar em conta o Primeiro filho de Deus, Abraão, na verdade nasce em Ur, cidade essa que existe em Território Iraquiano, e não em território Israelense, vejamos alguns versículos bíblicos:

Gênesis 11:31
E tomou Terá a Abrão seu filho, e a Ló, filho de Harã, filho de seu filho, e a Sarai sua nora, mulher de seu filho Abrão, e saiu com eles de Ur dos caldeus, para ir à terra de Canaã; e vieram até Harã, e habitaram ali.

Gênesis 15:7
Disse-lhe mais: Eu sou o SENHOR, que te tirei de Ur dos caldeus, para dar-te a ti esta terra, para herdá-la.

Neemias 9:7
Tu és o SENHOR, o Deus, que elegeste a Abrão, e o tiraste de Ur dos caldeus, e lhe puseste por nome Abraão.

Sobre o fato de Davi ter fundado Jesrusalém:
Josué 15:63
Não puderam, porém, os filhos de Judá expulsar os jebuseus que habitavam em Jerusalém; assim habitaram os jebuseus com os filhos de Judá em Jerusalém, até ao dia de hoje.

Sobre a conquista da terra prometida:
Gênesis 31:18
E levou todo o seu gado, e todos os seus bens, que havia adquirido, o gado que possuía, que alcançara em Padã-Arã, para ir a Isaque, seu pai, à terra de Canaã.

Números 34:2
Dá ordem aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando entrardes na terra de Canaã, esta há de ser a terra que vos cairá em herança; a terra de Canaã, segundo os seus termos.

O texto de Josué mostra claramente que a cidade ja existia, bem como ja existia povos como os jebuseus, na tão sonhada terra prometida Canaã, e que, por tanto, quem são os invasores são os Judeus que chegam ali com a única autoridade, que vinha dos céus, e não de quem já habitava aquelas terras.

Na verdade, Deus sempre foi invocado, para os Judeus acreditarem que de fato aquela terra lhes pertencia, como por exemplo nessa passagem: "Disse-lhe mais: Eu sou o SENHOR, que te tirei de Ur dos caldeus, para dar-te a ti esta terra, para herdá-la." Herdar de quem???? de Deus? isso sim que é piada pronta.

Antes que me julguem de ser anti-semita, vou tratar de comentar a segunda pérola, desculpem, comentário:

"fico boba de saber que pessoas de boa formação como a de vocês, usam suas profissões para aumentar ainda mais o ódio e a repulsa contra israel."

A primeira coisa a ser falada é que nesse momento eu tenho ódio de Israel sim, da mesma forma que eu tenho ódio dos EUA, que ja mataram milhares de trabalhadores inocentes, mas antes de tudo não confudir meu ódio ao Estado de Israel e dos EUA, com ódio contra os judeus e estadunidenses. São coisas COMPLETAMENTE diferentes.

Sou partidário do fim do Estado de Israel, e não da criação de um outro Estado, o Palestino. Isso simplesmente não resolveria o Problema. A criação de um Estado Laico onde convivam pacificamente Palestinos e Judeus, só lembrando o livrode Josué mais uma vez: "Não puderam, porém, os filhos de Judá expulsar os jebuseus que habitavam em Jerusalém; assim habitaram os jebuseus com os filhos de Judá em Jerusalém, até ao dia de hoje."

Essa a questão, o Estado de Israel não é algo que sempre existiu, ele foi imposto ali depois da segunda guerra... E desde então os Judeus, tem sido os algozes do Povo Palestino, tanto quanto a Alemanha Nazista de Hitler foi do povo Judeu.

Só a mobilização dos trabalhadores do mundo poderá fazer o imperialismo sofrer essa derrota que seria perder o seu maior aliado em terras do Oriente Médio, somente com os Trabalhadores Judeus, Palestinos, Brasileiros, Estadunidenses etc, se mobilizando pelo fim do Estado de Israel, pela criação de uma Estado Laico e Democrático onde convivam em paz Judeus e Palestinos, veremos finalmente a possibilidade de ter paz naquela região!
This entry was posted on 15:28 and is filed under , , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

1 comentários:

On 24/01/2009 18:43 , Mário Júnior disse...

É divertido rebater esses comentários. Eu até ia fazer quando os vi no Gazetaweb, mas desisti por achar o discurso estéril.

O Victor é tendencioso por neutralidade opinativa não existir. Perfeito. Eu queria muito saber se a Gilma não acha que o comentário dela, também, é tendencioso.

A questão é que um tendencia em defesa dos oprimidos e o outro em defesa dos opressores. Neutralidade, entre os textos, não existe. Mas definição ideológica sim!

Ao menos agora ela não vai mais dizer que Davi criou Jerusalém...

E quanto a Cilmara, será que ela mandou um e-mail para a Rede Globo reclamando que a maior parte das notícias emitidas por eles só serve "para aumentar ainda mais o ódio e a repulsa contra... a palestina"?

Formar opinião ouvindo Pastor de Igreja Evangélica dá nisso!

Revise o texto depois, Fabiano. Tem pequenos erros de grafia (derrtoa; último parágrafo). Mas se não quiser revisar, tudo bem. Tá assinado por você mesmo...